Home / Esporte / Tira-teima? Salah e CR7 jogam também pela “liderança” da corrida à Bola de Ouro

Tira-teima? Salah e CR7 jogam também pela “liderança” da corrida à Bola de Ouro

Astros de Liverpool e Real Madrid chegam à decisão da Champions com números muito parecidos na temporada. Copa do Mundo, porém, ainda pode virar o jogo


 Após uma década de domínio entre Messi e Cristiano Ronaldo na premiação de melhor do mundo, finalmente parece ter surgido alguém capaz de quebrar o paradigma. Mohamed Salah é o candidato da vez para se aventurar onde já pisaram Neymar, Griezmann, Neuer, Ribéry, Xavi, Iniesta e Fernando Torres. Mas a sua temporada talvez o credencie a algo a mais. Como, por exemplo, “abrir a porteira” para a geração dos anos 90 no lugar mais alto do pódio.

Um pré-requisito parece óbvio para que a Bola de Ouro (e/ou o Fifa The Best) termine nas mãos do “rei egípcio” do Liverpool: conquistar a Liga dos Campeões no próximo sábado, contra o Real Madrid do craque português, que segue como máquina de fazer gols aos 33 anos.

É justo dizer que quem vencer estará na liderança da corrida. Só não é recomendável descartar a Copa do Mundo. Se em 2010 e 2014 ela não foi o suficiente para colocar Xavi, Iniesta e Neuer no topo do pódio, em 2006 alguns bons jogos do italiano Cannavaro e o troféu o garantiram à frente de Ronaldinho e Zidane. E, em 2002 (Ronaldo), 1998 (Zidane) e 1994 (Romário), o prêmio também ficou com o campeão mundial – sua primeira edição aconteceu em 1991.

Ou seja: um título acompanhado de atuações desequilibrantes de Messi ou Neymar na Rússia pode mudar o rumo de “última hora”. Salah e Cristiano Ronaldo estarão lá, é claro, mas com chances reduzidas por conta da limitação de suas seleções – escrevo isto bastante ciente de que Portugal é o atual campeão europeu.

Os recordes do Faraó

Salah beija a Chuteira de Ouro da Premier League: pela primeira vez alguém marcou 32 gols com 38 rodadas (Foto: Getty Images)Salah beija a Chuteira de Ouro da Premier League: pela primeira vez alguém marcou 32 gols com 38 rodadas (Foto: Getty Images)

Salah beija a Chuteira de Ouro da Premier League: pela primeira vez alguém marcou 32 gols com 38 rodadas (Foto: Getty Images)

 Salah chega à decisão credenciado pelos números. Aos 25 anos, faz a temporada de sua carreira, com 48 gols e 14 assistências em 55 jogos por Liverpool e Egito. Veja algumas de suas principais marcas em 2017/18:
  • Mais gols (32) numa temporada da Premier League com 38 rodadas
  • Mais gols (44) numa temporada de estreia pelo Liverpool do que qualquer outro jogador
  • Primeiro jogador do Inglês a fazer mais de 40 gols (44) em todas as competições desde Cristiano Ronaldo em 2007/08 (42)
  • Mais gols (25) com o pé-esquerdo numa edição da Premier League
  • Gols contra 17 diferentes clubes na Premier League
  • Mais gols que o time inteiro de West Brom (31), Swansea (28) e Huddersfield Town (28)
  • Sete prêmios de Jogador do Mês da Premier League
  • Primeiro jogador a marcar 10 gols numa edição da Liga dos Campeões (empatado com Firmino)

No sábado, Salah ainda busca a cereja do bolo dentre os recordes. Ele está a três gols de se igualar a Ian Rush como maior artilheiro de uma única temporada pelo Liverpool – o galês marcou 47 em 1983/84. Se conseguir tal feito, muito provavelmente também levará o título, o mais importante, em seu primeiro ano no clube.

– Falei com Mo (Salah) sobre isso. Ainda é cedo, mas se ganharmos, definitivamente ele vai estar na briga, pode estar entre os três melhores. Ele tem a qualidade, a classe, a experiência. Ele merece todo o crédito por todo gol que marcou. Definitivamente vamos ajudá-lo a alcançar esse sonho para ele. Quando você marca 44 gols e você olha Messi e Ronaldo e Mo Salah, ele merece estar no top-3 – disse o zagueiro croata Lovren, dos Reds, ainda um pouco comedido com as chances de seu companheiro.

 (Foto: Infografia) (Foto: Infografia)

(Foto: Infografia)

Cristiano Ronaldo tampouco perdoou quem viu pela frente. Jogando 337 minutos a menos (quase quatro partidas), conseguiu fazer até mais gols do que Salah – há um empate se computarmos apenas os clubes.

O técnico do Liverpool, Jürgen Klopp, foi convidado à discussão e respondeu pensando no período global, não apenas na atual temporada.

– Mo (Salah) teve um ano fantástico, mas Cristiano Ronaldo jogou umas 15 assim. Ele marcou uns 47 mil gols. Os números são insanos. Por que devemos comparar? No tempo de Pelé ninguém o comparava a outros jogadores e perguntava: “Ele é tão bom quanto aquele”? – ponderou o alemão.

– Agora temos Messi e Ronaldo. Eles dominaram o futebol por anos e há outros grandes jogadores. Messi e Ronaldo estão sempre na hora certa e no lugar certo para marcar um gol e isso é a coisa mais difícil de se fazer no mundo. É por isso que eles são quem são. A Bola de Ouro é sempre entre eles. É merecido. Quando eles pararem de jogar futebol vamos sentir sua falta, pode ter 100% de certeza – completou.

Como Klopp citou Messi, aqui vão os números do argentino, disparado o que mais entrou em campo dentre os três (quase 10 jogos completos a mais do que Cristiano Ronaldo). Sua temporada foi estupenda mais uma vez, mas a falta de um troféu significativo como a Champions ou a Copa do Mundo o impediria de ser o melhor do mundo pela sexta vez.

  • Barcelona: 54 jogos, 45 gols, 18 assistências
  • Argentina: 5 jogos, 3 gols
  • Total: 59 jogos, 48 gols, 18 assistências
  • Participação direta em gol a cada 74 minutos

Veja a opinião de Ledio Carmona, comentarista do SporTV:

“Eu acho que o Salah é o melhor jogador da temporada, não tem discussão. Ninguém jogou mais do que ele. Acho que o fato de o Real ter chegado à final põe o Cristiano Ronaldo à frente do Messi, mas não vi muita diferença entre um e outro. Fizeram boas temporadas, mas não de exceção. O jogador do ano, da temporada, é o Salah.

Como é ano de Copa, vai depender muito do que acontecer na Rússia. Não sei se vai fazer tanta diferença o Salah jogá-la pelo Egito. Pode até ser que ganhe mais pontos, mas não vai ter um time para favorecê-lo.

Olhando para o passado, o Neymar não chegou tão perto quanto o Salah, nem os espanhóis Xavi e Iniesta, nem Griezmann, nem Neuer. Ainda acho que em termos de melhor do mundo vamos ter que esperar a Copa, mas o Salah arrancou muito. Se votasse hoje seria no Salah. Fez um ano melhor”.

Se a eleição fosse hoje, em quem você votaria?

Se a eleição fosse hoje, em quem você votaria?
 (Foto: Arte)

About Redação

Check Also

Jornais listam substitutos para CR7 no Real

Neymar e Mbappe tem seus nomes entre os possíveis substitutos do português Com a saída …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *