Home / Política / Presidente da Assembleia volta a defender reestatização da Coelba

Presidente da Assembleia volta a defender reestatização da Coelba

Acompanhando o governador Rui Costa em visita aos municípios de Irecê e João Dourado, o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Angelo Coronel (PSD), voltou a defender a reestatização da Coelba, empresa responsável pela distribuição de energia no Estado. “A Coelba tem sido incapaz de executar o fornecimento de eletricidade de maneira a satisfazer as necessidades da indústria, comércio, serviços públicos e demais atividades sociais. É um quadro negativo que acarreta verdadeiro estrangulamento da economia baiana. A decisão é do Poder Executivo, porque envolve uma soma vultosa, mas a Assembleia Legislativa da Bahia, na maioria de seus deputados, apoia a medida”, defende Coronel.
Para o presidente da ALBA, cumpre ao Estado tutelar os interesses coletivos, de modo a proporcionar à comunidade o melhor serviço público possível. “Estamos estudando na ALBA a questão, que é bastante complexa, mas uma das alternativas já postas é retomar o serviço de eletricidade para a administração pública. Um dos modelos é a Enel, estatal da energia, controlada pelo Governo da Itália. É a maior empresa da Europa, presente em 35 países e que, no início deste mês, comprou, por R$ 5,552 bilhões, cerca de 73% das ações da Eletropaulo”, destacou o chefe do Legislativo.
Angelo Coronel diz que a decisão de reestatizar a Coelba é do Executivo, mas que o governador Rui Costa já está ciente da disposição da ALBA em apoiá-lo na solução do problema: “Repassei ao governador um ofício da Associação dos Agricultores Irrigantes da Bahia (Aiba), muito forte no Oeste da Bahia, que reclama da insuficiência no fornecimento de energia elétrica e que é, conforme o documento, o ‘principal entrave no processo de verticalização da produção e do desenvolvimento industrial da região’. Além de insuficiente em todo o Oeste, em lugares como Coaceral, em Formosa do Rio Preto, e Veredas, em Jaborandi, a energia nem sequer chegou”.
Coronel acredita que à Coelba não interessa continuar com investimentos que atendam à demanda crescente. “O objetivo da companhia parece ser só recolher lucros. A energia, com a estatal Eletrobras, que foi muito fortalecida no regime militar, operou o maior desenvolvimento do setor em toda a nossa história. A Coelba é uma empresa privada, mas está obrigada a prestar serviço público. Seu lucro deve ser buscado na eficiência e não na economia que prejudica a população”, critica o presidente da ALBA.
OBRAS VIÁRIAS
Em Irecê e João Dourado, Coronel acompanhou Rui no lançamento de obras viárias, de iluminação pública e de infraestrutura. Em Irecê, foi entregue a ampliação do Centro de Comercialização Regional de Produtos Agrícolas. Em João Dourado, foi assinada a ordem de serviço para duplicação da travessia urbana da sede municipal e restauração da rodovia BA-431, no trecho de oito quilômetros entre o entroncamento da BA-052, João Dourado e Gameleira. Foram autorizadas também a iluminação pública da BA-052; a reforma do Estádio Municipal; e a conclusão da Estação Elevatória do Achado.

About Redação

Check Also

Rui resolve impasse e define Coronel como candidato ao Senado

O governador Rui Costa (PT) e seu auxiliares da articulação política fecharam as contas. A …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *